Assembleia geral delibera por paralisação de 72 horas

0

Atendendo ao clamor da categoria, o Sindpen realizou, na manhã desta quinta-feira (26), assembleia geral extraordinária.  Quase que por unanimidade, os agentes de execução penal do Distrito Federal aprovaram a proposta de paralisação dos trabalhos por três dias, a contar da próxima segunda-feira, e uma nova assembleia deliberativa na quinta (3/10), às 9h, na entrada do Complexo Penitenciário da Papuda.

A categoria decidiu não realizar os serviços de visita aos custodiados, atendimento a advogados e escoltas judiciais, exceto aquelas destinadas ao Tribunal do Júri. Todos os outros serviços ocorrerão normalmente, com o fim de garantir o funcionamento e segurança de todo o Sistema Prisional, além de resguardar a dignidade do apenado. Essa decisão foi tomada em resposta ao descumprimento do acordo firmado entre o sindicato e o GDF, em relação ao adicional de periculosidade.

“Não é a intenção da categoria prejudicar a dignidade da pessoa do apenado, e sim fazer com que o governo cumpra a proposta que ele mesmo fez aos agentes de execução penal”, esclareceu o presidente do sindicato, Paulo Rogério.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Faça seu comentário, deixe sua impressão. Essa inteiração é muito importante para nós!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta instituição.

EnglishPortugueseSpanish
Skip to content