CLDF aprova majoração do adicional de periculosidade para os policiais penais do Distrito Federal

1

Aos 45 minutos do segundo tempo, o Projeto de Lei Complementar nº 029/2019, do Governo do Distrito Federal, chegou à Câmara Legislativa. O documento foi protocolado às 14h42 desta quinta-feira e foi incluída na pauta de votações em caráter extraordinário, recebendo o parecer das comissões no próprio plenário.

Fruto de árdua articulação, o texto altera o inciso II do artigo 83, da Lei Complementar nº 840, de 23 de dezembro de 2011, e majora o adicional de periculosidade para os policiais penais do DF, conforme compromisso firmado durante a mesa de negociação da pauta de reivindicações da categoria ainda no mês de julho. Na época, a proposta do governo previa o pagamento a partir de setembro, o que não aconteceu. Segundo o GDF, a demora de envio do PL à CLDF se deu por necessidade de ajustes na receita.

“Encerramos esse embate com o espírito em paz, pois mesmo não sendo da forma que nós queríamos, conseguimos concluir o ano com uma sensação de dever cumprido. Sabemos que ainda falta muito em que avançar, por isso nossa categoria deve continuar mobilizada em 2020”, disse o presidente do sindicato dos policiais penais do Distrito Federal, Paulo Rogério, ao se mostrar grato a todos os envolvidos nessa conquista.

“Foram meses de negociação, muita pressão, muita cobrança, mas conseguimos conquistar algo que nos é de direito. Por isso, quero agradecer ao secretário de Segurança Pública, Dr. Anderson Torres, por nos ter aberto as portas do Buriti para a negociação;  ao governador Ibaneis Rocha, que reconheceu que a nossa é a carreira mais prejudicada do DF e nos recebeu em seu primeiro ano de mandato, diferente do seu antecessor que passou quatro anos com dinheiro em caixa, mentindo para os servidores e sem dialogar com nenhuma carreira. Agradeço ainda ao secretário de Economia, André Clemente, que cumpriu com a palavra empenhada; e principalmente a minha categoria que confiou no trabalho do sindicato”, disse.

Trabalho conjunto garante periculosidade

Protocolado e aprovado em dois turnos num único dia, esses foram os trâmites percorridos pelo PL da Periculosidade na Câmara Legislativa nesta quinta (12). Tal agilidade se deu por conta de um forte trabalho de articulação do sindicato junto aos deputados distritais que compreenderam a urgência do projeto e sua importância para sanar uma injustiça com a categoria dos policiais penais do DF.

“O Sindpen faz questão de reconhecer a importante atuação do deputado distrital Reginaldo Sardinha que, sempre habilidoso, articulado e antenado com os interesses da carreira, foi imprescindível para que tivéssemos êxito no dia de hoje. Além dele, gostaríamos de agradecer ao deputado Eduardo Pedrosa e seus assessores, bem como ao presidente da CLDF, deputado Rafael Prudente, e a cada um dos parlamentares que se comprometeram com a nossa causa e, por unanimidade entre os presentes no segundo turno, garantiram que nossa categoria terminasse o ano mais tranquila e mais esperançosa em dias melhores”, disse Paulo.

Durante toda a semana, os diretores do Sindpen e representantes da categoria permaneceram na CLDF, visitando os gabinetes e conversando com os deputados.

“Foi um trabalho conjunto que gerou bons frutos e, por fim, quero reverenciar toda a diretoria do sindicato. Todos os diretores são meu alicerce. Sem eles ao meu lado, eu jamais teria conseguido manter o equilíbrio necessário para conduzir o processo até aqui”, concluiu o dirigente.

1 comentário
  1. Davi Diz

    Vitória explendorosa.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Faça seu comentário, deixe sua impressão. Essa inteiração é muito importante para nós!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta instituição.

EnglishPortugueseSpanish
Skip to content