Nota à categoria

0

 

Foi divulgada na manhã desta sexta-feira (22), nas redes sociais dos Policiais Penais do Distrito Federal, uma nota vangloriando a possível conquista de ação referente aos cinco dias de abono da categoria. Isso causou um grande frisson nos grupos de WhatsApp e nos veículos de comunicação do sindicato porque, da forma que foi apregoada, pareceu que se tratava de novidade, ou de um feito muito especial. Mas não.

Ação semelhante foi ganha pelo Sindpen-DF ainda em 2017, nos mesmos moldes do anunciado na presente data, mas com um importante diferencial: a ação na qual o sindicato foi vitorioso beneficiou TODA A CARREIRA, sem discriminação, e não somente os sindicalizados.

Portanto, é importante que todos e todas entendam que o alardeado neste dia, nada mais é do que uma “figurinha repetida” que já vigora há dois anos. Tanto que os Policiais Penais do expediente já gozam dos cinco dias de abono.

Para comprovar, basta clicar no link a seguir e ler a íntegra da decisão favorável ao Sindpen com data de 26 de outubro de 2017.

Decisão – Processo 0712004-12.2017.8.07.0018

Sindpen continua na luta pelos plantonista

Tanto na ação do sindicato quanto na divulgada nesta sexta (22), a situação dos plantonistas continua indefinida. Da parte do Sindpen, já tramita outro processo que requer para os Policiais Penais que trabalham em escala de revezamento, o direito de usufruir dos abonos nos dias de plantão, sem a necessidade de reposição subsequente no expediente. Trata-se de uma ação coletiva que, caso seja vitoriosa, mais uma vez beneficiará toda a categoria, sindicalizados ou não.

Então, não há necessidade de alarde, pois nada de novo foi conquistado. E é importante que não nos esqueçamos de uma coisa: quem representa uma carreira é a entidade sindical, conforme a Constituição Federal de 1988.

Sigamos na luta!

Paulo Rogério

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Faça seu comentário, deixe sua impressão. Essa inteiração é muito importante para nós!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta instituição.

EnglishPortugueseSpanish
Skip to content