Realizada primeira reunião para reforma dos alojamentos

0

Mais uma dos acordos firmados entre o Governo do Distrito Federal e o Sindpen, em atendimento a pauta de reivindicação dos agentes penitenciários, começa a se cumprir. Na tarde desta quinta-feira (4), o presidente do sindicato, Paulo Rogério, participou da primeira reunião que tratou das reformas dos alojamentos. O encontro aconteceu na Sesipe, entre o subsecretário do Sistema Penitenciário, Adval Cardoso de Matos, e os diretores das unidades prisionais.

“Das tratativas do governo, a reforma dos alojamentos foi uma das mais aplaudidas na assembleia”, enfatizou Paulo Rogério

Segundo Adval, será expedida uma circular para que cada diretor apresente todas as necessidades, elencando as mais urgentes para que sejam atendidas primeiro.

“A intenção é que as reformas comecem o mais rápido possível e todos os problemas estruturais, e de móveis e utensílios, sejam sanados o quanto antes”, afirmou o subsecretário. Segundo ele, “mão de obra é que não vai faltar”, referindo-se ao trabalho desenvolvido pelos internos.

Conforme o coordenador do projeto Mãos Dadas, o gerente de Administração Penitenciária Willian Pereira Monteiro, a obra dos alojamentos novos do Centro de Internamento e Reeducação deve começar em agosto.

“Faremos o projeto durante o mês de julho e começaremos a construção logo em seguida, pois a situação do CIR é a mais crítica. Serão dois alojamentos, um feminino e um masculino. Num segundo momento, a DPOE também ganhará alojamentos novos”, disse Monteiro.

Para o diretor do Centro de Progressão Penitenciária, José de Ribamar, uma das maiores dificuldade enfrentadas na rotina dos presídios é a questão da aquisição de material.

“As unidades não têm autonomia financeira, esse é o maior problema que nós, diretores, enfrentamos. Mas, com essa iniciativa e o compromisso da troca cíclica dos colchões, a situação vai melhorar bastante”, relatou o gestor do CPP.

Paulo Rogério enfatizou que a reestruturação dos alojamentos era uma das demandas mais urgentes da categoria.

“Em algumas unidades, o agepen passa por situação análoga a do detento, dormindo no chão, em meio a umidade, sem o menor conforto e colocando em risco a própria saúde. Durante a assembleia, essa tratativa do governo, de promover a reforma imediata dos alojamentos, foi uma das mais aplaudidas”, lembrou o sindicalista.

Os encaminhamentos das reformas serão publicados no SEI e poderão ser acompanhados através do portal do GDF.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Faça seu comentário, deixe sua impressão. Essa inteiração é muito importante para nós!
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta instituição.

EnglishPortugueseSpanish
Skip to content